OS GRUPOS SOCIAIS COMO ESPAÇOS DE PROTAGONISMO COLETIVO

Share

Pensar como executamos nossas habilidades de interação no meio social é uma característica vinculada a natureza humana. Somos constituídos de artefatos que estão em nossos “arredores” expressando ilimitados formas de ser e atuar. Concomitante a isso nos relacionamos com nossos pares, para validar no ser em sociedade a partir de nossos interesses em comum.

A partir dessas redes surgem processos dinâmicos e contextuais de grupos sociais, sejam simples como grupos escolares ou mais complexos como as organizações empresariais, mas que necessitam de certos mecanismos para que possam permanecer coesos e estruturados em seu contextos.

Pensar em grupos sociais nos remete a conceitos como comunidade, multidão e massa. Quando falamos em multidão e massa podemos perceber uma falta de organização e interesses diversificados que não se congregam. Os grupos e as comunidades tem um maior grau de organização e são células de expressividade social, criando e desenvolvendo culturas.



No processo de estudo de uma sociedade, a Sociologia preocupa-se com uma série de aspectos que influenciam a existência dos agrupamentos de sujeitos sociais. Esses “aspectos” ou, melhor dizendo, “mecanismos” são características específicas de um grupo social e que servem como ponto de apoio para a coesão dos seus diferentes integrantes.

Podemos visualizar grupos tradicionais que percorrem nossa história e que se consolidaram como basilares em nossa estrutura social, tais como;

  • Família
  • Igreja
  • Universidades
  • Empresas
  • Partidos
  • ONGs

Em comum podemos verificar a pluralidade de individualidades, interação, compartilhamento de valores, uma consciência coletiva, podendo ser efêmero ou continuo. O resultado final da análise é a descrição muito detalhada da distribuição espacial dos grupos sociais, mostrando a existência de vários tipos. Os resultados dessa estratégia analítica confirmam os resultados anteriores, assim como nossas premissas sobre a heterogeneidade social de inúmeros espaços constitutivos dos grupos sociais, mesmo que muito se tem a conquistar.

POR: Clube da Prosa

 

READ  FILME: O lado bom da vida