A IMPORTÂNCIA DO BRINCAR NO DESENVOLVIMENTO INFANTIL

Share

48w9sstjnr7uke9mqnqvn0ypaO princípio VII da Declaração Universal dos Direitos da Criança, aprovada por unanimidade pela Assembleia Geral das Nações Unidas em 1959, já estabelece: toda criança tem direito ao lazer infantil. Brinca é essencial para o desenvolvimento do seu filho – e o valor da brincadeira não pode ser subestimado. Brincar insere a criança na cultura e na sociedade.

Brincar expressa a fantasia que toda criança deve ter. Enquanto um adulto vê apenas uma criança empilhando bloquinhos, para o pequeno aquilo significa experimentar as possibilidades de construir e conhecer novas cores, formatos e texturas. “Para a criança, brincar é um processo permanente de descoberta. É um investimento de prazer.

A literatura e as pesquisas demonstram que brincar tem três grandes objetivos para as crianças: o prazer, a expressão dos sentimentos e a aprendizagem. “Brincando, a criança passa o tempo, mostra aos pais e professores sua personalidade e descobre informações”, resume Áderson Costa, professor do Instituto de Psicologia da Universidade de Brasília, e com isso promove seu desenvolvimento e uma ideia de autoconhecimento.

Crianças menores, mesmo na companhia de outras, costumam brincar sozinhas. Para elas, o ideal são brincadeiras que estimulem os sentidos. Através deles, elas exploram e descobrem cores, texturas, sons, cheiros e gostos.




Por volta dos 3 anos elas desenvolvem outro tipo de brincadeira: o faz de conta. Imitar situações cotidianas – como brincar de casinha ou fingir que é o motorista de um ônibus – permite que as crianças se relacionem com problemas e soluções que passam do fazer imaginário para o aprender real. Toda essa dinâmica faz parte de sua construção como pessoa por isso quanto mais criança vivenciar experiências maior será a possibilidade de um desenvolvimento ótimo de sua personalidade.

A partir dos 5 anos, os pequenos estão aptos para incluir o outro nas brincadeiras. “É a fase em que elas deixam de brincar ao lado de outras crianças e passam a brincar com outras crianças”, vale lembrar que o desenvolvimento infantil é individual. Algumas crianças começam a brincar com outras mais cedo, outras mais tarde – não há motivo para preocupação.

 

 

Por: Clube da Prosa

 

 

READ  "Comportamentos tóxicos"